Só me sinto digna das minhas asas se eu as utilizar para fazer os outros voarem.¨ A cury

6 dez


“Então me vens e me chega e me invades e me tomas e me pedes e me perdes e te derramas sobre mim com teus olhos sempre fugitivos e abres a boca para libertar novas histórias e outra vez me completo assim, sem urgências, e me concentro inteiro nas coisas que me contas, e assim calado, e assim submisso, te mastigo dentro de mim enquanto me apunhalas com lenta delicadeza.”

– Caio F. Abreu –

“(…) proibido emoções cálidas, angústias fúteis, fantasias mórbidas e memórias inúteis.”
(Caio Fernando Abreu)

Especial Clarice Lispector, Sagitariana de 10 de dezembro. Em 2010 ela faria 90 anos.

“Renda-se,como eu me rendi.Mergulhe no que vc não conhece como eu mergulhei.N preocupe em entender,viver ultrapassa qualquer entendimento.” (Clarice Lispetor)

“Me deram um nome e me alienaram de mim” (Clarice Lispector)

“Antes era perfeito. Ter nascido me estragou a saúde.” (Clarice Lispector)

“Não me prendo a nada que me defina. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser.” (Clarice Lispector)

“Sou composta por urgências: minhas alegrias são intensas; minhas tristezas,absolutas.Me entupo de ausências, me esvazio de excessos.Eu não caibo no estreito, eu só vivo nos extremos.” (Clarice Lispector)

“Posso ser de mel, e de veneno. Posso ser muito humana, e muito bicho também. Me morde e eu te como” (Clarice Lispector)

“Não suporto tentações, pois caio em todas elas.” (Clarice Lispector)

“Não nasci pra viver mais ou menos, nasci com dois pares de asas, vou aonde eu me levar.”(Clarice Lispector)

“Mas você – eu não posso nem quero explicar – eu agradeço.” (Clarice Lispector)

” Por isso, eu te peço. Me provoque.Me beije a boca.Me desafie.Me tire do sério Me tire do tédio Vire meu mundo do avesso!” (Clarice Lispector)

” O bonito me encanta, mas o sincero, ah! Esse me fascina. ” (Clarice Lispector)

“Serei sempre apego pelo que vale a pena e desapego pelo que não quer valer.”(Clarice Lispector)

“Quem não tem pobreza de dinheiro tem pobreza de espírito ou saudade por lhe faltar coisa mais preciosa que ouro” (Clarice Lispector)

“Não se pode andar nú nem de corpo nem de espírito.” (Clarice Lispector)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: