O interessado dá um jeito

15 maio

Às vezes um “gosto de ti” não chega.
A vida não é feita de palavras bonitas nem de sorrisos bonitos e há coisas que não se vêem e são tanto ou mais importantes que tudo o resto…
… mas será que ninguém “vê” aquilo que eu “vejo”?

É o vazio do que não se disse, do que nos enche a cabeça mas deixa oco o peito. O vazio do tanto que devia ter sido e não foi. O vazio das pessoas certas no momento errado. O vazio desse momento errado que fica definitivamente para trás,sem regresso possível, fosse esse regresso erro ou acerto. O vazio da história que nunca se contou e que ficará para sempre por contar. O vazio de sentir que o tudo podia mesmo ter sido tudo, mas foi, antes, pouco mais que um nada mal-disfarçado de alguma coisa.

Há pessoas que deviam sair da minha cabeça, só por uns momentos.

Ás vezes, preferia não saber pensar.

Acabo sempre por culpar-me de tudo só porque é mais fácil magoar-me a mim própria.
Sou a pessoa mais otária de sempre.

Numa relação há sempre alguém que gosta mais, que se preocupa mais ou que tem mais saudades.
Acho injusto e fico triste. Tão triste que penso nisto mais do que devia…

Ás vezes faz falta um bocadinho daquele alguém que nos esconde o medo e nos leva as preocupações para um lado qualquer. Mas até lá, o que faz falta é animar a malta…

“Mesmo que não tenhas tempo 
Pensa o que tens a fazer 
Mede bem a importância 
Dum pequeno pormenor 
Um parafuso no foguetão 
Um beijo ao deitar, um papel no chão”
Ás vezes dói, ás vezes passa e outras vezes não passa.
Desta vez não passou…e é por isso que tenho que aprender a dizer Não.
Até que sou boa no “fazer de conta”.
Vamos fazer de conta que não me importo.
Vamos fazer de conta que está tudo bem.
As pessoas de quem mais gostamos são sempre aquelas que nos magoam mais.
Hoje só me apetecia fugir para bem longe. Era só isso e um abraço.
Abraço? Já nem sei o que isso é…

Mudando o assunto…Será que vou ser forte o suficiente? Eu quero ser. Espero bem que sim…

Anúncios

Uma resposta to “O interessado dá um jeito”

  1. Leonardo Tavares 11 de julho de 2012 às 0:28 #

    Meu empenho é por quebrar esse ciclo do relacionamento, não permitindo que ele chegue no término. Antes disso quero fazer um desvio para casados, que aponta para filhos, que aponta para amor, que aponta para namorados novamente, e casados novamente, etc… Porque estar casado sem querer namorar como no começo não me interessa, e como você disse: O interessado dá um jeito!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: