Fase oca

24 jun

Ainda estou para perceber se é esta a vida que quero. Estou numa fase oca, repleta de desinteresse, melancolia, insegurança e muita tristeza. Estou murcha, desligada, nada me entusiasma. Olho cá para dentro (de mim) e tudo é turvo, seco, cinzento. Se calhar sou uma insatisfeita. Se calhar vou querer sempre mais, ou sempre diferente, e por isso estou condenada à angústia e à melancolia. A vida passa e o sol não brilha sobre ela. E ando de queixo erguido e a tentar fazer cara alegre como se nada se passasse, embora nem eu saiba bem o que se passa.  Olhar para o presente e não haver perspectiva de mudança é uma coisa que me sufoca. Não me importo de estar assim, mas para me mover preciso de saber que o amanhã será diferente. Melhor. Tenho que ter expectativas quanto à mudança, tenho que saber que ela virá e ter noção de quando isso irá acontecer. Não gosto da falta de horizontes, de não encontrar expectativas em nada. E detesto ter que me alegrar, de vibrar, com conquistas que nem sequer são dignas desse nome! E que não são minhas! Só me apetece chorar. Ou, então, dormir durante muito tempo. Estou tão farta disto tudo. Queria desaparecer, atirar tudo para trás das costas e começar do zero. Queria uma nova vida. Queria não ser eu. Nem isso eu queria. Afe!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: